Home CAPA Portela divulga gravação própria do samba-enredo de 2019

Portela divulga gravação própria do samba-enredo de 2019

0

A diretoria da Portela realizou, neste domingo (14), uma gravação própria do samba-enredo para o Carnaval 2019. Enquanto o CD do Grupo Especial está sendo gravado, a faixa servirá para que portelenses e admiradores da escola possam decorar o hino oficial. A produção musical ficou a cargo do intérprete Gilsinho.

“Temos um excelente samba-enredo, à altura da nossa tradição. Sabemos da nossa responsabilidade ao homenagear Clara Nunes, por isso estamos fazendo de tudo para que nosso desfile seja histórico”, exaltou o presidente Luis Carlos Magalhães.

Terceira agremiação a entrar na Avenida, na Segunda-feira de Carnaval, a Portela buscará o 23º título de sua história com o enredo “Na Madureira Moderníssima, Hei Sempre de Ouvir Cantar uma Sabiá”, da carnavalesca Rosa Magalhães. O tema vai relembrar a trajetória da cantora Clara Nunes (1942-1983), um dos maiores ícones da história da Azul e Branco.

Vale ressaltar que o disco feito pela Liesa com as gravações oficiais das 14 agremiações será lançado em novembro.

Link do YouTube com a gravação, no canal da escola

Portela – Carnaval 2019

Presidente: Luis Carlos Magalhães
Carnavalesca: Rosa Magalhães
Enredo: Na Madureira Moderníssima, Hei Sempre de Ouvir Cantar uma Sabiá
Autores do samba-enredo: Jorge do Batuke, Valtinho Botafogo, Rogério Lobo, Beto Aquino, Claudinho Oliveira, José Carlos, Zé Miranda, D’Souza e Araguaci
Intérprete: Gilsinho

Axé… sou eu
Mestiça, morena de Angola, sou eu
No palco, no meio da rua, sou eu
Mineira, faceira, sereia a cantar, deixa serenar
Que o mar… de Oswaldo Cruz a Madureira
Mareia… a brasilidade do “Meu lugar”
Nos versos de um cantador
O canto das raças a me chamar
De pé descalço no templo do samba estou
É rosa, é renda, pra Águia se enfeitar
Folia, furdunço, ijexá
Na festa de Ogum Beira-mar
É ponto firmado pros meus orixás

Eparrei Oyá, Eparrei…
Sopra o vento, me faz sonhar
Deixa o povo se emocionar (refrão)
Sua filha voltou, minha mãe

Pra ver a Portela tão querida
E ficar feliz da vida
Quando a Velha Guarda passar
A negritude aguerrida em procissão
Mais uma vez deixei levar meu coração
A Paulo, meu professor
Natal, nosso guardião
Candeia que ilumina o meu caminhar
Voltei à Avenida saudosista,
Pro Azul e Branco modernista… eternizar
Voltei, fiz um pedido à Padroeira
Nas Cinzas desta Quarta-feira… comemorar

Nossas estrelas no céu estão em festa
Lá vem Portela com as bênçãos de Oxalá
No canto de um Sabiá (refrão)
Sambando até de manhã
Sou Clara Guerreira, a filha de Ogum com Iansã

********************************************************

Ficha técnica da gravação feita pela Portela

Produção musical
Gilsinho

Intérprete
Gilsinho

Arranjos e cordas
Júlio Assis e Igor Souza

Cavaco
Júlio Assis

Violão
Igor Souza

Bateria
Mestre Nilo Sergio
Raul Cyrillo
Vitor Cezar
Nilson Simões
Daniel Costa
Marcus Vinicius Sherman
Marcos Paulo
Leozinho Bradock

Coro
Edinho Gomes
Rita Maria
Raphael Faustino
Niu Souza
Kênia Mello
Milena Wainer
E integrantes da comunidade da Portela

Técnico de gravação
Mauricio Fonseca

Gravado no MC STÚDIO

Veja mais artigos
Load More In CAPA

Verifique também

Cubango apresenta nova musa para o próximo Carnaval

EndiBaldinny é dançarina de sambaA Cubango tem uma nova musa. A Verde e branco de Niterói …