Home CARNAVAL Rio Inocentes de Belford Roxo apresentará Samba no domingo

Inocentes de Belford Roxo apresentará Samba no domingo

0

Com muito feijão, gente bonita e batucada boa, a Inocentes de Belford Roxo irá apresentar oficialmente o seu samba-enredo para o carnaval 2019, que será entoado pela voz de Nino do Milênio. Com uma feijoada, no dia 19 de agosto, a partir das 15h, em sua quadra de ensaios, na Avenida Boulevard, 1741, São Vicente.

Mantendo a mesma linha do ano passado, não houve disputa de samba, e a escola cantará na avenida uma obra feita sob encomenda pelos compositores Claudio Russo e Andre Diniz.

“No último carnaval acertamos em cheio quando pedimos a dupla Claudio Russo e Andre Diniz para compor nosso samba. Foi um sucesso no desfile e garantimos a quarta colocação. Agora, mais uma vez eles acertaram a mão e nos presentearam com um grande hino que terá seu lançamento oficial em nossa feijoada. Convido a todos para participarem dessa grande festa. Que contará também com a volta do nosso amigo Marcos Lerroy, como coordenador de destaques, substituindo Rodrigo Leocádio, a quem agradeço. Enfim, venham todos participar dessa festança, cantar nosso samba e juntos partirmos rumo ao Grupo Especial”, declarou Reginaldo Gomes, presidente.

No próximo ano será o quarto carnaval que a agremiação cantará uma composição de autoria de Claudio Russo: “Ewe, a cura vem da floresta” (2008); “Corumbá – Ópera Tupi Guaikuru” (2012); “Mojú, Magé, Mojúbá – Sinfonias e batuques (2018) e “O frasco do bandoleiro (Baseado num causo com a boca na botija) (2019).
“É um prazer muito grande e uma grande responsabilidade compor o samba da Inocentes para 2019, pois significa que a presidência deposita total confiança no nosso trabalho. . Procuramos fazer um samba que trouxesse a realidade do Sertão Nordestino, mas fugindo do lugar comum do uso de palavras clichês. Mas caprichamos na construção de uma variação melódica mais trabalhada.. É uma alegria fazer mais um samba com André Diniz, um amigo da minha geração em uma parceria cada vez melhor  O nosso samba ajudará a escola na realização de um desfile forte em busca do título”, finalizou Claudio Russo.
O compositor André Diniz, também expressou seu sentimento por estar pela segunda vez sendo o autor do samba-enredo da tricolor de Belford Roxo em parceria com seu amigo Claudio.

“É uma honra compor novamente o hino da Inocentes com meu amigo Claudio. No carnaval passado foi especial o desempenho da bateria, fizemos a melodia pensando no que os ritmistas de mestre Washington Paz poderiam criar na avenida. Eles se transformaram em uma orquestra com arranjos de muito bom gosto. E a comunidade cantou com garra. Este ano o carnavalesco Marcus Ferreira, nos presenteou com uma sinopse sedutora e fizemos um trabalho para balançar a Sapucaí. Se Deus quiser teremos mais um desfile promissor”, falou André Diniz.

Para o carnavalesco Marcus Ferreira, o samba resume o tom do desfile refletindo a criatividade e a simplicidade da vida do nordestino. É uma composição de fácil compreensão e valoriza os itens (botija e frascos), que ilustram a história do cangaço brasileiro.

As atrações serão: grupo “Quem sabe é nós”, cantor Nino do Milênio, bateria de mestre Washington Paz, rainha de Bateria Thainá Oliveira, passistas, baianas, destaques, velha-guarda, mestre-sala e porta-bandeira.

O show terá  a  participação especial do Acadêmicos do Salgueiro, com seus interpretes cantando os sambas antológicos da agremiação, tais como: Senhoras do ventre do mundo, Peguei o Itá no Norte (Explode coração), Cândaces e Opera dos malandros.

A apresentação oficial do samba-enredo para 2019, na voz do cantor Nino do Milênio está prevista para 19h.

 

Refrão do samba-enredo da Inocentes para 2019

TRAZ A SACOLA, PÕE NO PACOTE

NÃO É DO POVO ESSE NOVO BANDOLEIRO

NÃO TIRA A BOCA DA BOTIJA E QUER O DOTE

DÁ NO CANGOTE DO INOCENTE BRASILEIRO.

 

A tricolor da Baixada será a sexta agremiação do Grupo de Acesso, a desfilar na Sexta-Feira de Carnaval, no Sambódromo, com o enredo “O frasco do bandoleiro (Baseado num causo com a boca na botija), do carnavalesco Marcus Ferreira, que fala sobre os frascos do nordeste sobre a ótica do cangaceiro Virgulino Lampião. Até os dias atuais com outros tipos de bandoleiros.

Entrada grátis
Fotos divulgação

Veja mais artigos
Load More In Rio

Verifique também

Liesa lança pesquisa e mercado sobre os desfiles

Aproximar o público jovem e conectá-lo com a história do Maior Espetáculo da Terra é um do…