Home CARNAVAL Rio Conheça um pouco a Escola de Samba Imperadores Rubro Negros

Conheça um pouco a Escola de Samba Imperadores Rubro Negros

0

A equipe do Jornal O Quatro conversou com o presidente Serginho Aguiar da Escola de Samba Imperadores Rubro – Negros. A nova agremiação surge com o apoio de várias personalidades do samba e do futebol, conheça um pouco da Imperadores.

1 – Como surgiu a escola?

A escola de samba surgiu em uma mesa de bar, já tinha essa ideia a um tempo em conversas nossas. Ela começaria na mesma ideia do Império Rubro Negro, mas tinha uma mancha muito grande de como o pessoal tratou o carnaval, então resolvemos fazer uma coisa independente, inclusive no nome e na formação de estrutura de carnaval, sem envolvimento de torcida organizada ou clube.

A ideia inicial era nem citar o Flamengo, seria uma coisa de ser o vermelho e preto, dentro das paletas de cores que não existem no carnaval do Rio de Janeiro e mostrar os símbolos, o urubu. Lógico que as pessoas iam perceber logo que era o Flamengo.

A ideia de lançar uma escola do Flamengo, é um desafio mundial, você usa as cores de um clube que é muito divulgado, não tem nada que não aconteça no Flamengo que não tenha mídia, nós surgimos em outro momento do clube, as outras que surgiram naquela época, encontraram o clube em uma situação que não era favorável, hoje está tudo mais estruturado, com essa questão da valorização da base do patrimônio, é isso que nós vamos valorizar também, porque o nosso diferencial é questão da organização, se organizar em cima do sentimento Rubro Negro, daquela coisa de fugir da esfera da torcida organizada.

2 – Como vai ser a disputa de samba – enredo?

Tivemos muita adesão de quem é Rubro Negro, e decidimos que o samba vai ser feito por flamenguistas, não vai ter disputa, é um samba encomendado, os compositores os são: André Diniz, Bocão, Dudu Nobre e Xande de Pilares são todos torcedores do Flamengo.

2 – A Imperadores além do carnaval tem projetos sociais?

A escola de samba não vem só com a função de fazer carnaval, além disso vem com projetos sociais. Estamos negociando um terreno em Bras de Pina com a Prefeitura , que seria voltado para essa parte social, é uma região que carece desse tipo de trabalho, não seria ligado só ao carnaval, queremos fazer uma parte dentária, social, educacional, queremos fazer diferente. Pegar pontos positivos de projetos sociais de outras escolas, e montar o nosso. O terreno está abandonado, é próximo ao BRT, vamos fazer o mínimo para ajudar a região e descobrir talentos.

3 – Carnaval 2019

A Imperadores vai desenvolver o enredo “Paixão pelo time amor pelo Samba – Uma história de Futebol e Carnaval ”, o carnavalesco é o Leandro Valente é um cara que tem um diferencial, e vai emprestar o talento dele pra gente e assinar o carnaval, o casal é a Giza e João Bofe de Porto Alegre, vice – presidente de carnaval é de Porto Alegre o Marcelinho Gaúcho foi do carnaval de lá e agora está morando no Rio. O intérprete é o Udson, na bateria Mestre Zumbi.

O carnaval vai ser desenvolvido em Oswaldo Cruz, já temos figurinos, e estamos com uns 800 desfilantes, a bateria vem com 120 ritmistas. A estrutura está pronta, a quadra vai ser no Infinito Lounge, em parceria com Cosminho, André, que são os responsáveis pela casa, que vai dar um conforto diferenciado para quem for la, enquanto a nossa quadra não fique pronta. A quadra, queremos que seja funcional, que possa ser utilizada para o carnaval, casa de show e um centro social.

Vamos realizar várias atividades, em Setembro será o lançamento do samba durante a feijoada. Queremos fazer o concurso do hino da escola para todo Brasil. Primeiro vamos lançar o samba e depois vamos caminhar para esse concurso.

A Escola está começando do zero, no Grupo E que não tem subvenção, por isso estamos procurando recursos das vertentes públicas Lei Rouanet e ICMS, e um capital próprio entre nós mesmos. O carnaval 2019 é uma questão resolvida.

O que vai faltar na realidade é a parte que geram demanda, por exemplo, os valores do dia de desfile, iluminação. Adereços, são questões que vamos buscar para finalizar o carnaval, mas a espinha dorsal do desfile está tranquilo . O carnaval tem que ter um Urubu, que pede passagem.

Positivamente a gente teve apoio do José Carlos Araújo, Apolinho, Jogadores dos anos 80 que estão gravando vídeos para promover a escola. Acho que por ser um projeto diferente, abriu as portas, sem discriminar a torcida organizada, que o futebol agradece muito a esse pessoal que vai para a arquibancada e se dispõe até da família. A questão da violência, as pessoas ligam muito a isso, o carnaval não pode misturar com futebol, mas eu acho que são paixão páreas, há um tempo atrás, nós víamos a rivalidade entre Mangueira e Portela, até a questão de visitar, acho que existe um pouco dessa rivalidade como Império e Portela, quem é do samba sabe que existe, isso vai existir, paixão é uma coisa que não controla.

Foto Márcio Cassol

Veja mais artigos
Load More In Rio

Verifique também

Cubango apresenta nova musa para o próximo Carnaval

EndiBaldinny é dançarina de sambaA Cubango tem uma nova musa. A Verde e branco de Niterói …