Home CAPA Virada de Mesa das Escolas de Samba no Rio sairá caro a todas as agremiações

Virada de Mesa das Escolas de Samba no Rio sairá caro a todas as agremiações

1

Na quarta feira última a LIESA (Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro), aprovou por maioria em Reunião Plenária o não rebaixamento de Império Serrano e Acadêmicos do Grande Rio que até o momento então, pelo resultado da apuração estariam rebaixadas. Decidiram ainda que a Unidos do Viradouro, que por vencer o campeonato da Série A deveria ocupar o seu lugar de direito no Grupo Especial.

O que inicialmente talvez não tenha sido levado em consideração é que essa “absolvição” do rebaixamento de duas escolas custará a cada escola do grupo especial cerca de R$142.857,00. Isso deve-se ao fato de que a subvenção que é fornecida pela Prefeitura do Rio ainda deve ser mantido no teto de R$12mi, portanto o que antes representava uma fatia de R$1mi para cada escola transformou-se em um total de R$857,1mi.

Se somarmos a essa realidade as dificuldades encontradas pelas agremiações no carnaval de 2018 para superar as perdas financeiras e a falta de investidores na festa de momo pode nos deixar preocupados em relação ao que esperar sobre o que as escolas poderão mostrar na avenida em 2019.

Tal atitude vai demandar ainda mais criatividade e trabalho das 14 escolas de samba do grupo especial que precisarão buscar fornecedores de materiais e serviços ainda mais baratos e que aliados a isso terão mais do que nunca ter qualidade para poder assegurar sua posição de permanência na elite do Carnaval Carioca já que, segundo o acordado até o momento nos próximos dois campeonatos (2019 e 2020) serão de rebaixamento duplo para que novamente em 2021 o grupo especial volte a ter em seu grupo 12 agremiações.

Acerca disso nos resta aguardar e torcer que o “maior espetáculo da Terra” não perca com essa redução de cerca de 14%.

Veja mais artigos
Load More In CAPA

Verifique também

Cubango apresenta nova musa para o próximo Carnaval

EndiBaldinny é dançarina de sambaA Cubango tem uma nova musa. A Verde e branco de Niterói …