Home CULTURA Diversos Zezé Motta celebra o Dia da Mulher Negra em live inédita com música, militância e solidariedade

Zezé Motta celebra o Dia da Mulher Negra em live inédita com música, militância e solidariedade

0

“Zezé Motta – Mulher Negra” trará depoimentos de Maju Coutinho, Sheron Menezzes, Camila Pitanga e muitas outras mulheres, além de arrecadar para o Retiro dos Artistas

O Dia 25 de Julho é uma data para trazer à memória de todos nós a luta das mulheres negras latino-americanas e caribenhas para uma sociedade mais justa. É um dia especial para relembrar a história de Tereza de Benguela, líder quilombola símbolo da resistência contra a escravização. Neste dia, Zezé Motta, ícone negro da cultura brasileira, promete não deixar a data passar em branco. Com mais de 50 anos de carreira, Zezé é a típica mulher da pele preta que enfrentou a ditadura desse país livre e nua, se tornou figura respeitada da música, televisão e cinema, venceu o racismo e o preconceito, quebrou paradigmas e desde os anos 70 vem usando seu espaço na mídia para denunciar, lutar e reivindicar a questão do negro. E com seu canto de luta e resistência, a artista é a estrela da live “Zezé Motta – Mulher Negra” que será transmitida neste sábado, às 16h, em todos os canais oficiais da cantriz (Youtube, Instagram e Facebook).

A gravação ocorrerá de frente para um dos principais cartões postais da Cidade Maravilhosa, diretamente do terraço do hotel Yoo2 Rio de Janeiro, com vista deslumbrante para o Pão de Açúcar e Enseada de Botafogo.

Um canto de resistência

No repertório, músicas que consagraram seu contralto poderoso na mpb e que também inspiraram compositores como Moraes Moreira, Luiz Melodia e Rita Lee a lhe entregarem canções inéditas para gravar. Também farão parte músicas onde Zezé foi inspiração para compositores, como por exemplo “Tigresa”, de Caetano Veloso.

“Essas homenagens são importantes porque significam o reconhecimento de uma batalha para construir uma carreira. Iniciar uma carreira em qualquer segmento é difícil e mantê-la é mais complicado, ainda mais com os conflitos que temos, sejam eles de gênero ou de cor.  Agradeço a Deus todos os dias por ter batalhado e conseguido. Certa vez ouvi da saudosa Lélia Gonzalez, “Nós não temos tempos para lamúrias. Temos que arregaçar as mangas e virar esse jogo”. E essa frase ficou definitiva na minha vida. Hoje não sofro com a discriminação racial, mas aproveito o espaço da mídia para denunciar, combater. E vejo isso como uma missão. ” Afirma Zezé Motta.

A live será apresentada por Luiza Brasil, comunicadora e fashionista, hoje uma das principais influenciadoras quando o assunto é raça e gênero. Quem divide o comando da apresentação com Luiza é a atriz Aline Dias, atualmente na novela ‘Salve-se Quem Puder’, da Globo. Aline ganhou notoriedade na mídia aos 25 anos, quando foi a primeira protagonista negra de Malhação.

A ação pretende trazer ao público informações e dados importantes sobre as questões da mulher negra. O roteiro leva assinatura da cineasta Yasmin Thayná, criadora do Afrolix, plataforma que reúne produções de artistas negros, e que foi vencedora do “Oscar africano” pelo curta ‘’Kbela”. A direção é de Consuelo Cruz, editora de conteúdo no Youtube do canal GNT. Consuelo é também uma das líderes do Diáspora, grupo étnico-racial do grupo Globo. A realização é da Entusiasmo Entretenimento e produção de Vinícius Belo Relações Públicas.

Mulheres Negras

Através de depoimentos, participam da live mulheres negras que hoje são referência no Brasil, nomes como o da jornalista e apresentadora Maju Coutinho, as atrizes Camila Pitanga, Cris Vianna, Taís Araújo, Juliana Alves, Isabel Fillardis, Adriana Lessa, Jeniffer Nascimento, Sheron Menezzes, Jessica Ellen, Luana Xavier, Erika Jannuza, entre outras. Para todas, Zezé Motta abriu caminhos nas artes, tornando-se grande fonte de inspiração. Thelminha, a grande campeã do BBB 20 também participa com um emocionante depoimento.

Solidariedade

Projetos como este, em meio à pandemia, têm ajudado instituições que atuam na área de saúde ou que assistem aqueles que estão em situação de vulnerabilidade em tempos do novo coronavírus. E pensando nisso,  Zezé Motta, vice-presidente  do Retiro dos Artistas, decidiu engajar sua live para que o seu público possa ser solidário. Será disponibilizado um QR Code, onde doações poderão ser realizadas para a instituição. O Retiro dos Artistas fez 100 anos e abriga a história viva da Cultura Brasileira, guardando uma rica história não só artística, mas social e assistencial. As doações que acontecerão simultaneamente à live, continuarão ao longo dos dias, a apresentação ficará disponível no YouTube.

Zezé a mulher negra

Seja no cinema ou na TV, durante seus mais de 50 anos de carreira, Zezé rompe barreiras e coloca no centro da cena artística nacional as múltiplas dimensões do protagonismo feminino e negro em tela. O seu imenso talento e carreira inspiram atuais e futuras gerações de mulheres que lutam por expressão, espaço e oportunidade.

Firmada no cenário artístico como umas das atrizes mais completas, talentosas e carismáticas do Brasil, cantora, mãe de quatro filhos, avó, ativista. São 14 discos, mais de 40 projetos na TV e mais de 50 filmes. Impossível não se orgulhar. Não apenas pelos números. Mas também por sua história de luta contra o racismo. Esta é Zezé Motta.

Serviço:

Live: Zezé Motta – Mulher Negra

Data: 25 de julho (sábado)

Horário: das 16h às 17:30 – gratuito

Apresentação: Luiza Brasil e Aline Dias

Apresentação musical: Zezé Motta

Roteiro: Tasmin Thayná

Direção: Consuelo Cruz

Realização: Entusiasmo Entretenimento

Foto: Sthep Munnier

Onde:

 www.youtube.com/zezemotta7

          www.instagram.com/zezemotta

          www.facebook.com/zezemotta7

Veja mais artigos
Load More In Diversos

Verifique também

Daniel Pandeló Corrêa une alternativo, experimental e poesia falada em disco de estreia

“Voando Reto num Muro de Tijolos” é lançado também como livro Disco de estreia e quinto li…