Home CULTURA Diversos “Caminhos do Divino” revela a tradicional festa de São Luiz do Paraitinga

“Caminhos do Divino” revela a tradicional festa de São Luiz do Paraitinga

1

Projeto da artista Andrea Goldschmidt, premiado pelo ProAC, tem acervo inédito, interatividade e tecnologia, além de uma abrangente programação de lives

Um olhar artístico e sensível à diversidade das manifestações, cores, danças, músicas,gastronomia, fé, tradição e religiosidade. E a inquietação de oferecer essa experiência às pessoas que nunca puderam estar ali. Foi assim que a fotógrafa Andrea Goldschmidt, à frente do projeto Festas Populares Brasileiras, teve a ideia de produzir um webdocumentário sobre a Festa do Divino em São Luiz do Paraitinga (SP).

Com realização do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, e apoio do município de São Luiz do Paraitinga, “Caminhos do Divino” foi lançado sábado (27/06), no site www.caminhosdodivino.com.br

Premiado pelo ProAC (Programa de Ação Cultural), o projeto é o resultado de seis anos de trabalho, durante os quais a fotógrafa Andrea Goldschmidt participou de cinco Festas do Divino na cidade (de 2015 a 2019) e se dedicou à compilação e edição desse material inédito.“Eu tinha um sonho de produzir um webdocumentário porque queria mostrar as pessoas que fazem a festa acontecer, os bastidores, as histórias e todas as manifestações culturais e religiosas presentes na festa. Nessa jornada de conhecimento, pesquisas e registros tive contato com algumas mídias contemporâneas e resolvi aliar os conteúdos tradicionais com a tecnologia”, explica Andrea.

Uma obra de arte interativa com poesia, música, fotos, vídeos, realidade virtual com imagens 360 graus e animações em realidade aumentada é a síntese desse projeto virtual, que reconhece e valoriza uma das mais importantes festas da cultura caipira paulista.

“A ideia inicial era montar uma exposição de 15 dias e proporcionar essa experiência aos visitantes durante a festa. O webdocumentário seria um complemento do projeto, com materiais extras que poderiam ser consultados depois. Com a pandemia do novo coronavírus, a experiência foi totalmente adaptada e se transformou em uma exposição virtual, que mantém o foco na interatividade e tecnologia e agora está acessível para um número ilimitado de pessoas a qualquer hora na Internet”, diz a fotógrafa.

A produtora cultural Vandreza Freiria, que está no projeto há três anos, ressalta o significado desta produção na valorização do patrimônio imaterial paulista. “A Festa do Divino é uma manifestação importantíssima para a cultura do Estado de São Paulo. Ela consegue reunir em um mesmo espaço rituais católicos, expressões culturais variadas e uma gama muito interessante de produtores e amantes da cultura popular. É uma festa democrática, com respeito inter-religioso, onde cada pessoa tem a sua conexão particular com o Divino que existe dentro de cada um de nós”, afirma.

Para o secretário de Turismo e Cultura de São Luiz do Paraitinga, Netto Campos, “Caminhos do Divino” é um importante instrumento de fomento, salvaguarda, valorização e divulgação desta festividade secular e contribuirá de forma significativa para o fortalecimento da identidade da cultura local. “Será também um relevante registro da história e da memória desta manifestação popular tradicional e possibilitará que gerações atuais e futuras tenham contato com esse patrimônio imaterial local, consequentemente, corroborando para o vigor e continuidade da festa”, diz.

A página principal ilustra um mapa da cidade de São Luiz do Paraitinga (SP) com ícones  que representam oito diferentes áreas de visitação: a Igreja, o Império (que é a casa do Divino durante os dias da festa), o Afogado (comida típica da festa), a Cavalhada, a Congada, a Praça (onde acontecem shows e várias atividades), a Procissão de Pentecostes (que é o ponto alto da parte religiosa da festa) e a Folia (que acontece durante o ano todo, como preparação para a festa do ano seguinte).

Em cada um desses lugares, diferentes tipos de mídia são disponibilizadas para ampliar a sensação de uma experiência personalizada: cada pessoa vai explorar o conteúdo acessando informações no formato que mais a agradar. E o visitante ainda encontra algumas surpresas nesse caminho de descobertas.

Para aproximar os visitantes virtuais e os principais protagonistas da festa, com muita interação e, claro, tecnologia, a fotógrafa Andrea Goldschmidt e a produtora Vandreza Freiria programaram uma agenda com oito lives, que vão acontecer na página do “Caminhos do Divino”, no Facebook: de 11 de julho a 29 de agosto, sempre às 10h de sábado.

Na estreia (11/07), elas conversam sobre “Tradições culturais: a importância da festa na vida das pessoas e da cidade” com a antropóloga Denise Pimenta e o secretário de Turismo e Cultura de São Luiz do Paraitinga, Netto Campos.

“É uma maneira de aprofundar o diálogo e o conhecimento sobre temas específicos e relevantes da festa. Uma oportunidade de trocar ideias, ao vivo, com os especialistas convidados e perguntar curiosidades sobre os temas que as pessoas vão encontrar na visitação virtual”, diz Vandreza.

A agenda de lives continua no dia 18 de julho com um bate-papo sobre “A folia e a festa do Divino” com o casal de festeiros 2020/2021, Luís Cláudio Saad Cunha (Pé de Galo) e Suelen Bonafé, e o mestre de folia José Roberto Landim.

“As lives darão voz às pessoas que pesquisam o tema e que fazem a festa acontecer e vão resgatar a origem da festa, dos símbolos e das atividades. Neste ano em que a cidade ficou vazia, sem a alegria dos visitantes, essas conversas vão ser uma maneira de colocar os interessados em contato com quem luta por manter vivas as tradições culturais populares”, afirma Andrea.

A programação segue nas próximas semanas: “Brincadeiras no pouso do Divino”, com o músico Amarildo Pereira Marcos (25/07); “Origens e histórias religiosas da festa”, com a teóloga Márcia Molinari Bertolino e os devotos Ana Rosa Moradei e Pedro Moradei (01/08); “Reis do Congo e Império do Divino”, com a produtora cultural Marinilda Boulay (08/08); “Origens e histórias culturais da festa”, com o historiador e ex-festeiro João Rafael Cursino dos Santos (15/08); “As histórias por trás das Cavalhadas”, com a historiadora Esther Rapoport (22/08) e “Caminhos do Divino: história e resultados” com Andrea Goldschmidt (29/08).

Administradora de empresas por formação, Andrea Goldschmidt atuou durante mais de 20 anos como executiva e professora universitária e, em 2014, decidiu estudar fotografia e se dedicar integralmente à arte, em especial, ao registro da cultura popular e da biodiversidade brasileira. Desde então, a fotógrafa paulista percorre o Brasil para conhecer, pesquisar e registrar as festas populares, manifestações culturais e religiosas. Em 6 anos ela já registrou 39 festas populares, e todo o material é compartilhado no site www.festasbrasileiras.com.br.

A fim de estimular a curiosidade do público sobre essas tradicionais temáticas do patrimônio imaterial nacional, Andrea utiliza técnicas artísticas e várias mídias aliadas a tecnologias contemporâneas, como realidade virtual e aumentada.

SERVIÇO

Exposição virtual “Caminhos do Divino”

Site: www.caminhosdodivino.com.br

Redes sociais: @caminhosdodivino (Instagram), Caminhos do Divino (Facebook)

Foto Andrea Goldschmidt

Realidade virtual: veja o vídeo 360 graus no canal Andrea Goldschmidt, do YouTube

 

Veja mais artigos
Load More In Diversos

Verifique também

Live Zona do Loroza – Barzinho em Casa

A pandemia ainda está por aí e muitos artistas seguem apoiando cuidados para que não piore…