Home MÚSICA Superchiadeira eleva o groove e destila riffs no EP ‘Elétrica’

Superchiadeira eleva o groove e destila riffs no EP ‘Elétrica’

0

Registro chega às plataformas de streaming pela Abraxas Records

Com cinco músicas eletrizantes repletas de fuzz, groove e wah wah, o power trio paulistano  Superchiadeira  solta nas plataformas de streaming no EP ‘Elétrica’, mais um lançamento da Abraxas Records.

Ouça: https://bit.ly/3aGrHqQ.

‘Elétrica’ é o sucessor do EP homônimo, de 2016. É uma natural extensão do material de estreia do Superchiadeira e, claro, um passo adiante, com maturidade e com o potente rock/stoner refinado. Algumas mudanças ao longo do caminho foram pontuais, sem perder a autenticidade da banda: andamentos mais lentos, climas mais densos e riffs ainda mais robustos.

Inclusive ‘1,2,3’, ‘Coração de Demônio’ e ‘Dog’s Whisky Blues’, neste EP, são composições da primeira fase e repaginadas até chegar no formato atual – bombásticas e cativantes, tanto quanto as demais, ‘Salvação’, single que já consta na concorrida playlist Novo Rock Brasil (Spotify), e a faixa título, ‘Elétrica’.

‘Salvação’ é uma música inteiramente composta a partir das novas referências combinadas com gênese do Superchiadeira. É daqueles sons que uma parte leva a outra, recheada de riffs e melodias de fácil assimilação. A letra fala sobre o efeito que a própria música traz à vida, nos energizando, inspirando e abençoando os ouvintes.

A metalinguagem entra em campo na faixa ‘Elétrica’. É sobre música, guitarra, energia e deleites da vida, com riffs cavalgantes. O riff final tenta trazer mais energia, o que potencializa o groove e a velocidade cadenciada.

‘1, 2, 3’ é uma música que cresce a cada groove estridente, a cada batida. Tem um refrão e uma ponte refrão verso com a letra falando sobre festa e diversão. O final ainda traz um riff astronômico, pra terminar com mais velocidade e intensidade.

‘Coração de Demônio’, composta antes mesmo das músicas do primeiro EP, foi se transformando ao longo do tempo. Apresenta um groove mais solto, em contraste com o riff com wah wah bem em cima do tempo.

Já ‘Dog’s Whisky Blues’ carrega distorção e peso influenciado por bandas mais pesadas e densas, como Dozer, mas num andamento bem lento. Um riff bem simples, levada densa. A letra fala sobre a necessidade de se divertir e se desligar do mundo de vez em quando.

Superchiadeira é uma banda de rock pesado de São Paulo/SP, com um som criado a partir do blues, rock psicodélico setentista e uma pitada moderna de stoner rock, o trio formado por Akira (guitarra e vocal), Guima (baixo) e Rico (bateria) apresenta sua musica energética e pesada com composições guiadas pela guitarra e pelo groove.

As influências começam com blues rock de Hendrix, Black Sabbath até o stoner rock mais moderno do The Atomic Bitchwax, Nebula e Fu Manchu.

Veja mais artigos
Load More In MÚSICA

Verifique também

Elephantus e Wolf Among Us integram compilação Latino Americana

Projeto foi criado pelo site Doomed & Stoned de Portland, Estados Unidos Doomed & …