Home MÚSICA Suco de Lúcuma experimenta a psicodelia brasileira num tom nostálgico e surrealista

Suco de Lúcuma experimenta a psicodelia brasileira num tom nostálgico e surrealista

0

Cada vez mais perto do lançamento do disco de estreia, a banda fecha o ano de 2019 com o single “Nada no Ar”. A faixa começa com uma melodia que remete aos primeiros discos do Mac Demarco, e passa por mais duas paisagens sonoras com influências da tropicália e artistas internacionais como Gustavo Ceratti e Pink Floyd. “Nada no Ar” foi precedida pelo single de estreia “Ausência”, e por “Fios de Desejo” que ganhou uma live session em abril deste ano.

“A música, quase em desabafo, fala sobre a sensação de saudade de algo que pode nunca ter acontecido, e na aceitação da tristeza dessa situação”, comenta Carlos Bechet, vocalista e guitarrista da banda. Terceiro single do disco de estreia, “Quase Rosa, Quase Azul”, a faixa mostra um pouco mais da fusão de sonoridades presentes no álbum, que é baseado em dualidades. A capa dos singles é fruto da arte da capa do disco, influenciada pelo teste de Rorschach e feita pela banda usando tinta a óleo, num papel que foi fotografado.

Suco de Lúcuma é formada por Thomáz Bonatto (guitarra e voz), Carlos Bechet (guitarra e voz), Vicente Pizzutiello (bateria) e Felipe Pizzutiello (baixo). A música foi produzida e mixada por Bechet e Bonatto, e lançada pela produtora Orelha Muda (distribuição Tratore). O ensaio fotográfico com a Suco de Lúcuma contou com fotografia e iluminação de Camila Sánchez, enquanto o figurino e a direção foi de Anne Santoro e Giovanna Rodrigues.

Ouça “Nada no Ar”

 Spotify: https://spoti.fi/2LqNDLN

Deezer: https://www.deezer.com/br/track/822426722

Apple Music: https://apple.co/2OWavFu

Tratore: https://tratore.com.br/smartlink/nadanoar

Veja mais artigos
Load More In MÚSICA

Verifique também

Clássico do Clube da Esquina ganha versão rock pela Unabomber

Mensagem de “Canoa Canoa” casa com discurso de banda fluminense “Canoa Canoa” é uma música…