Home MÚSICA 3º Concerto da Série Música Clássica dos Santos Anjos 

3º Concerto da Série Música Clássica dos Santos Anjos 

0

Theodora de Handel, com libreto de Thomas Morrell é um de seus trabalhos favoritos. Passou a ser reconhecida nos últimos vinte anos como a obra-prima do compositor. Uma sucessão das mais belas árias e coros, Theodora, inédita no país, é um conto da Roma antiga baseado na história verdadeira sobre a opressão religiosa de uma cristã do século IV, que defende suas crenças e desafia o decreto governamental, que à época, obrigava os sacrifícios aos deuses pagãos. A obra nos fala de maneira atual e comovente sobre a inocência, amor, fé, ódio e sede do poder.

 Serviço:

3º Concerto da Série Música Clássica dos Santos Anjos 2019

Camerata Vocal da Associação Canto Coral

Regência e órgão: maestro Jésus Figueiredo

Local: Paróquia dos Santos Anjos

Endereço:Av. Afrânio de Melo Franco, 300, Leblon

Data: 15 de junho – sábado

Horário: 15h30

Ingressos: gratuitos

Classificação: livre

Elenco:

Solistas: Theodora, Helen Heinzle, soprano; Dydimus, Lino Ramos, contratenor; Valens, Leandro da Costa, baixo; Septimus, Clayber Guimarães, tenor; Irene, Júlia Anjos, mezzo-soprano; Coro: Sopranos: Fabiana Almeida, Vera Prodan; Mezzo-soprano: Márcia Rodrigues; Tenor: Miguel Torres; Baixos: Vitor Hugo de Souza, Welington Gomes.

Programa:

Ato 1 – Cena 1: Ato 1 – Cena 2:
1. Recitativo – Valens: `Tis Dioclesian´natal day; 6. Recitativo – Septimus: I know thy virtues
2. Aria – Valens: Go, my faithfull soldier, go- 7. Aria – Septimus: Descend, kind Pitty, heav`nly guest
3. Coro: And draw a blessing down Ato 1 – Cena 3
4. Aria – Valens: Racks, gibbets, sword and fire 8. Recitativo e Aria – Theodora:  Fond, flatt`ring world, adieu
5. Coro: For ever thus stand fix`d the doom
9. Coro: Come, mighty Father, mighty Lord
Ato 1 – Cena 4 Ato 1 – Cena 5
10. Recitativo e Aria – Irene: As with rosy steps the morn 12. Aria – Theodora: Angels, ever bright and fair
11. Coro:  All powr`s in heav`n above, or earth beneath
Ato 1 – Cena 6 Ato 1 – Cena 7
13. Recitativo – Didymus, Irene: Unhappy happy crew! 15. Recitativo – Irene: O love, how great thy pow`r!
14. Aria – Didymus:  Kind Heav’n if virtue be thy care 16. Coro: Go, gen`rous, pious youth
Ato 3 – Cena 7
Coro: O Love Divine

Biografias:

A Camerata Vocal da Associação de Canto Coral é formada por artistas de larga experiência tanto na música coral como no canto solo. Tem como objetivo realizar um repertório abrangente, desde músicas renascentistas a compositores contemporâneos. Iniciou suas atividades em abril de 2018, e ao longo de um ano já apresentou importantes obras de Monteverdi, Palestrina, Victoria e Poulenc. Sopranos: Helen Heinzle, Vera Prodan e Fabiana Cruz; Mezzo-Sopranos: Júlia Anjos e Marcia Rodrigues; Contratenor: Lino Ramos; Tenores: Clayber Guimarães e Miguel Torres; Baixos: Leandro da Costa, Wellington Gomes e Vitor Hugo Souza.

Jésus Figueiredo é bacharel em Regência Orquestral, em Órgão de Tubos e Mestre em Acústica Musical pela Escola de Música da UFRJ. Desde 1999 trabalha no Theatro Municipal, onde é o Maestro Titular do Coro, além de reger a Orquestra Sinfônica em Concertos, Óperas e Balés.

Já regeu diversas orquestras, entre elas a Sinfônica de Minas Gerais, a Sinfônica Brasileira, a Sinfônica Nacional da UFF, a Acadêmica do Teatro Colón de Buenos Aires, a da Universidade Nacional de Cuyo (Argentina), a da Ópera de San Juan (Argentina). É também o Maestro Principal do Coro Ópera Brasil que participou em 2012 da 1ª temporada lírica da Orquestra Sinfônica Brasileira Ópera e Repertório, e em 2014 do Concerto do Tenor Plácido Domingo na Arena HSBC no Rio de Janeiro.

Como preparador coral recebeu o prêmio da APCA em 1998 pela ópera Colombo, de Carlos Gomes, e em 2016 pelas óperas Don Quixote de Massenet, e Lo Schiavo de Carlos Gomes. Com o Balé do Theatro Municipal, com a Escola do Teatro Bolshoi do Brasil, e a Cia Brasileira de Balé regeu títulos como Les Sylphides, O Quebra-Nozes (2007 e 2012), Coppelia (2008 e 2012), Don Quixote, Catulli Carmina (2015) e o espetáculo Joias do Ballet (2018). Além de ter preparado a Orquestra Sinfônica que acompanhou em 2011 e 2012 as temporadas cariocas respectivamente do Balé Kirov de São Petersburgo (Rússia), com O Lago dos Cisnes, e do Balé do Alla Scala de Mil&a tilde;o (Itália), com Giselle. Em 2013, assumiu a direção musical da ACC e vem desenvolvendo um repertório da Música Colonial Brasileira à Música Contemporânea, passando também pela ópera.

Veja no clipe abaixo Magnificat – Manoel dias de Oliveira – Coral Assoc. de Canto Coral – ACC.

 

Veja mais artigos
Load More In MÚSICA

Verifique também

Mauren McGee estreia nova fase com single em português

Doces Sortidos está nas plataformas de streaming e é o primeiro lançamento da Canil Record…