Home CAPA Samba paulistano com tempero carioca no Império de Casa Verde

Samba paulistano com tempero carioca no Império de Casa Verde

0

Já era madrugada do dia (21) quando as escolas cariocas Unidos do Viradouro e Grande Rio pisaram em terreiro paulistano. As duas agremiações foram convidadas para se apresentarem durante a 4ª edição da Festa do Ziriguidum promovida pela Império de Casa Verde. Além de contar com as atrações cariocas, passistas de diversas agremiações paulistanas também marcaram presença ao evento abrilhantando a festa dedicada aos verdadeiros sambistas que compareceram em massa na quadra social Imperiana.

Segundo os organizadores do evento, mais de 2.500 pessoas compareceram a festa e quem foi pôde curtir muito mais que uma apresentação, pôde desfrutar de um verdadeiro espetáculo carnavalesco que marcou a conexão Rio -SP desmistificando qualquer rivalidade entre paulistas e cariocas que sambaram e cantaram todos juntos até o dia clarear.

Ao som da Bateria Barcelona do Samba da Império de Casa Verde comandada por Mestre Zoinho, a abertura do evento ficou por conta da Ala de Passistas do Tigre Guerreiro que com passos e coreografias muito bem ensaiadas deram o tom para as demais apresentações.

Com um enorme contingente, a primeira a escola carioca a riscar o chão Imperiano foi a Unidos do Viradouro que contou com a presença de grande parte de sua diretoria representada por seu Presidente Marcelinho, além da beleza e simpatia da Rainha de Bateria Raíssa Machado acompanhada de Mestre Ciça a frente da bateria nota 10, e contou ainda com o quadro de Casais de Mestres Sala e Porta Bandeiras, Passistas, Ala Musical, Baianas, Comissão de Frente e componentes que empolgaram o público que lotou a quadra social Imperiana.

Para Raíssa Machado, Rainha de bateria da Unidos do Viradouro, ” Essa conexão Rio-SP é importante para o carnaval e ficamos muito felizes com a receptividade a qual tivemos. Foi uma linda festa”!

E a noite foi de surpresas também para a Musa da Império de Casa Verde Theba Pytilla, que recebeu através do Mestre Sala Portelense Marlon Lamar a faixa de Musa da Portela, agremiação a qual irá desfilar em 2019. ” Foi uma grata surpresa e fiquei extremamente emocionada com a faixa de Musa da Portela. Me dedico há anos ao carnaval e tudo que fiz, faço e farei será de todo coração”, destaca com lágrimas nos olhos a MusaTheba Pitylla.

Para encerrar com chave de ouro esse magnífico evento, a tradicional agremiação carioca Grande Rio se apresentou quase ao amanhecer e levou o público ao delírio com os sambas que estavam na ponta da língua dos apaixonados pelo maior espetáculo da terra. O carnaval!

Fotos: Akira Nakamura e Pedro Migliolli

Veja mais artigos
Load More In CAPA

Verifique também

Seis obras farão a final da Botafogo Samba Clube

Concurso de samba-enredo terá seu último capítulo no dia 16 É chegada a semana decisiva na…